logo_saiba_mais_menorExistem várias maneiras de fidelizar a clientela. O estabelecimento comercial pode oferecer descontos, promoções, brindes, facilidades de pagamento e cartões fidelidade. A forma mais eficaz é, no entanto, mais barata que todas essas e depende, principalmente, da mudança de comportamento do empresário e da equipe. O consumidor torna-se fiel à loja quando é bem atendido pelos funcionários. O programa de rádio transmitido no dia 3 de agosto pela Rede de Conhecimento Faça Diferente contou a história de uma empreendedora que usou a criatividade para melhor atender os clientes e aumentar a venda dos produtos.

A empresária Ivana Lima, dona da Pão e Tal, decidiu que toda quinta-feira seria dedicada à divulgação de um produto da padaria. Para atrair a atenção e despertar a curiosidade dos clientes, os funcionários vestem-se com fantasias e criam um clima de festa na loja. Se o festival da vez é de comida árabe, as atendentes usam roupas de dançarinas do ventre. Na época do Natal, padeiros e garçons colocam adereços de Papai Noel. Quando é a vez da Páscoa, a equipe não dispensa enfeites de coelho. Os consumidores que vão à panificadora localizada em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, desfrutam não apenas dos doces e salgados, como também de momentos alegres entre família e amigos.

Bom atendimento começa com um sorriso
Os clientes preferem frequentar estabelecimentos em que se sentem à vontade e onde a empresa preza pelo bom atendimento. Muitas vezes, apenas um ‘bom dia’ e um sorriso podem determinar se o cliente voltará ou não a comprar na loja. Nenhum consumidor gosta de ser atendido por pessoas mal humoradas, preguiçosas e que, claramente, não estão satisfeitas com o emprego. O bom atendente é aquele que, além de se dirigir com educação ao consumidor, preocupa-se em memorizar as preferências dos clientes mais fiéis.

De pouco adianta uma empresa que oferece uma série de promoções e brindes se desconhece ou ignora que o primordial é tratar bem a clientela. Cada um gosta de ser tratado como cliente único e especial. As mulheres que frequentam butiques detestam ser ignoradas pelas vendedoras. O cliente que espera muito tempo pela chegada do garçom à mesa também tende a riscar o nome do estabelecimento da lista dos restaurantes preferidos.

Os funcionários que atendem os clientes de forma exemplar são aqueles motivados pelos patrões. Você, empresário, deve adotar a postura de sempre estimular seus empregados a se dedicarem ao trabalho. O segredo da motivação pode ser resumido em três elementos: reconhecimento, recompensa e capacitação. O empregado que tem o trabalho desmerecido pelo patrão, não prevê chances de crescimento na empresa e nunca participou de treinamento dificilmente oferecerá sorrisos e gentilezas ao cliente.

O reconhecimento é a forma mais simples, fácil e barata de motivar os funcionários. O empregado que faz um bom trabalho, supera as expectativas do chefe e consegue atrair mais clientes ao empreendimento deve ser elogiado, inclusive na frente dos colegas. Assim, o patrão incentiva o trabalhador a se cobrar sempre para apresentar bons resultados. Recomenda-se que o empresário agradeça pelas tarefas bem cumpridas, mesmo que façam parte do conjunto de obrigações do atendente. O funcionário que ouve um “muito obrigado” do chefe trabalhará para escutar outras palavras de reconhecimento.

O empregado que atende bem os consumidores e garante clientes fiéis à empresa deve ser recompensado. Seja por aumento de salário, promoção, folga ou bônus, qualquer um desses mecanismos de recompensa será recebidos pelo empregado como estímulo a desempenhar o trabalho de maneira ainda melhor. Claro que tudo isso envolve gastos. Mas, você, empresário, deve pensar nesse sistema de retribuição como um investimento, não como custo. Se o atendente consegue atrair mais clientes à empresa (e, portanto, mais dinheiro), você pode dividir um pouco dos lucros com ele, sem prejudicar o crescimento do negócio. Quando bem planejado, o desembolso de recursos para estimular os funcionários reverte-se em maior faturamento do empreendimento.

Por último, o empregado motivado gosta de perceber que a empresa investe no seu talento por meio de cursos de qualificação. O funcionário aprecia o fato de não estar simplesmente trabalhando, mas aprendendo sempre algo de útil no emprego. Esses novos conhecimentos vão direto para o currículo desse trabalhador, que, agradecido, passará a dedicar-se ainda mais à empresa. Os cursos de capacitação podem estar relacionados tanto à técnica utilizada e ao produto feito quanto no modo de atender os consumidores. Você, empresário, pode inscrever sua equipe nas aulas do Senai ou, ainda, dedicar parte do seu tempo a ensinar e transmitir parte da sua experiência aos seus funcionários.

Mas, não transfira toda a responsabilidade do bom atendimento aos seus funcionários. Se você é dono de um restaurante, aproxime-se de seus clientes, vá até as mesas e pergunte sobre a qualidade do serviço. Se você é dona de um salão de beleza, esteja presente na loja, dê dicas aos funcionários e aos clientes a respeito novas técnicas de corte, tintura, etc. No caso de uma butique, que tal a dona do estabelecimento ligar para as compradoras mais fiéis para informar a chegada de uma nova coleção? Mude seus hábitos e transmita a cultura da inovação à sua equipe. O cliente bem atendido nunca abandonará sua loja, seus produtos e serviços.

Saiba Mais
Inovação em marketing para fidelizar clientes

Site da inovação