O empreendedor Aldo Santos quer abrir uma fábrica de tijolos ecológicos no estado do Paraná, e perguntou aos consultores do blog o que seria preciso para conseguir uma liberação ambiental. O Instituto Ambiental do Paraná (IAP/PR) é o órgão responsável por emitir o documento.

Confira as dicas do Faça Diferente:

1. Licenciamento: Quando a empresa é enquadrada sob o ponto de vista ambiental, é avaliada a sua capacidade de gerar líquidos (despejos), resíduos sólidos, emissões atmosféricas, ruído e seu potencial de risco (explosões, incêndios etc.).

O licenciamento ambiental é o procedimento administrativo realizado pelo órgão ambiental competente – que pode ser federal, estadual ou municipal – para licenciar a instalação, ampliação, modificação e operação de atividades e empreendimentos que utilizam recursos naturais, que sejam potencialmente poluidores ou que possam causar degradação ambiental. O licenciamento é a garantia para a instalação correta de uma empresa.

No Paraná, o licenciamento ambiental é obrigatório em empreendimentos como indústrias, postos de combustíveis, hotéis, suinocultura, pesque-pague, hospitais, laboratórios, aterros sanitários, cemitérios, etc. Ele está dividido em três etapas: Licença Prévia, Licença de Instalação e Licença de Operação. Dependendo do tamanho e do tipo do empreendimento, o IAP/PR poderá requisitar mais documentos nas três fases do licenciamento.

Para obter maiores informações e acessar os formulários necessários, consulte o IAP/PR pelo telefone (41) 3213-3700 ou pelo site www.iap.pr.gov.br.