Assim como milhares de brasileiros, a empreendedora Zeni, de Alvorada (RS), teve que abrir um negócio para sustentar e cuidar dos filhos sem sair de casa. Já tentou de tudo na garagem de casa: lan house, mercadinho, produção de doces e salgados e locadora de vídeos. Enfrentou vários problemas nesta jornada, de assalto a concorrência forte.

Depois de muita batalha e várias idas e vindas, ela voltou a abrir uma lan house, mas desta vez alugou um ponto comercial. O negócio está funcionando há três anos. Apesar de o local ser bem posicionado, o ganho não é o esperado. Outro problema é que Zeni não tem muito conhecimento sobre internet e computador. Gosta mesmo de fazer doces e salgados.

“A sala é ótima e o ponto é bom, mas percebi que não é tanto para uma lan house. Meus ganhos caíram pela metade e eu já estou neste local há cinco meses. Vejo que tenho chance de crescer mas não só com a lan house. Quero fazer e por mais coisas, mas não tenho nenhum capital de giro. Meu interesse é vender acessórios de informática e fazer manutenção de computadores.”, escreveu Zeni para o blog Faça Diferente.

Quando registrou o negócio, a empreendedora optou por um cybercafé, já pensando em um dia também vender sucos, salgados e Doces. “Eu quero uma orientação de vocês para ajeitar minha lan house. Sei que há chance de expandir o negócio, mas sem capital de giro e sem eu saber fazer certas coisas que me pedem, está difícil! Quero inovar e não sei por onde começar. O que devo fazer?”, pergunta a empreendedora, que também pede conselhos para administrar o dinheiro.

Confira a resposta do Consultor Sebrae:

Invista no que tem afinidade

Se quando abriu sua lan house já registrou como um cybercafé – pensando em colocar seus doces, salgados e sucos, que é o que gosta de fazer –, vá em frente neste projeto. Esta é uma ótima opção, pois isso ficará na sua mão, ou seja, naquilo que você sabe fazer e conhece bem. Diferente de colocar manutenção de micro ou venda de suprimentos para informática, serviços e produtos os quais você não tem nenhum conhecimento, e certamente precisará contratar alguém que conheça a área ou arrumar um sócio com essa habilidade.

Microcrédito

Quanto à questão de não ter capital para aquisição das máquinas, isso sim é um problema e não tem outra solução se não buscar empréstimo junto aos bancos ou com amigos e parentes. Procure o gerente do banco em que tenha conta corrente e converse com ele sobre o assunto. Pergunte sobre as linhas para capital de giro e aquisição de maquinário.

Veja se na sua região tem alguma instituição trabalhando com microcrédito, onde o empréstimo é feito com menos burocracia e menos exigências. Outra saída é conversar com os fornecedores desses equipamentos, e veja as melhores condições para sua aquisição.

Lanches rápidos

Enquanto isso não acontece, por que você não oferece na lan um lanche rápido, um pedaço de torta ou um doce que você poderia fazer em sua casa e trazer para vender nos horários mais movimentados da casa? Faça um investimento em um micro ondas para aquecer os pedaços de torta e em uma geladeira – que não precisa ser nova –, somente para manter esses alimentos e algum suco. Isso talvez te ajude a se capitalizar para comprar suas máquinas para a cozinha ou para renovar seus computadores.

De repente pode ser uma boa idéia aproveitar o ponto do cyber e reiniciar suas vendas de doces e salgados. Crie um ambiente aconchegante onde as pessoas poderiam saborear coisas caseiras com sabores especiais. Você já pensou nisso!

Parabéns pela sua força de vontade e coragem de seguir em frente diante de todos os problemas que teve. Isso se chama garra e quem tem isso tem tudo para vencer!