Salões de beleza devem investir em serviço e podutos de qualidade para conquistar a clientela

A cabeleira Tânia Mara têm um salão de cabeleireiro há 2 anos em Diadema, São Paulo. “Consigo mantê-lo com o dinheiro que entra, mas quero ampliá-lo e controlar melhor a parte financeira.”, conta a empreendedora.

A cabeleireira pede dicas para o Consultor Sebrae sobre como conquistar mais clientes, melhorar o atendimento e divulgar seus serviços. “Quero aumentar o fluxo de pessoas no salão e, com isso, dobrar o faturamento. Que devo fazer?”, pergunta Tânia Mara.

Confira a resposta do Consultor Sebrae:

Mais clientes

Para aumentar seu movimento, é preciso que você crie atratividade para potenciais clientes, e isso, principalmente nesse segmento, significa estar inovando constantemente. Você deve estar sempre atualizada e dentro das tendências, além de oferecer um serviço de primeira linha.

Para conquistar novos clientes, não bastar ter bom preço, é preciso atraí-los pelo diferencial dos serviços que seu salão oferece. Abaixo, algumas ideias de como você pode criar diferencias em relação a seus concorrentes:

- Serviços ofertados: Estar sempre atualizada com os cortes, tinturas e formas de penteados, pois a moda dita comportamentos novos e  o cliente quer estar com visual atual;

- Higiene: mostrar que seu salão trabalha com material esterilizado e usa materiais descartáveis, principalmente aqueles que podem estar em contato com doenças de pele ou sangue;

- Atendimento: se trabalhar com hora marcada, procure cumprir sua agenda, sempre respeitando os horários. Ofereça ao seu cliente café ou chá, água fresca, revistas, uma televisão, para que o cliente se distraia.

- Estacionamento: dependendo do local, esta é uma questão fundamental para a escolha do salão de beleza.

- Espaço físico: modernize o espaço físico de seu salão. Embora pequeno, pode-se trabalhar um layout moderno e agradável. Pesquise qual é melhor modo de organizar seu negócio.

- Cartão fidelidade: crie um cartão fidelidade para oferecer vantagens para o cliente. Por exemplo, após certo número de atendimentos, o cliente terá como prêmio um corte grátis ou um tratamento do cabelo etc. O cartão deve ser oferecido somente a aqueles frequentadores mais assíduos. É preciso criar regras para esse cartão.

- Qualidade: ela deve ser mantida sempre! Usar bons produtos e atender bem o cliente é fudnamental para conquistar, encantar e fidelizar seu cliente.

Divulgação

Uma vez estabelecido seu diferencial competitivo do negócio, é hora de  divulgar melhor seu salão. Uma das formas mais barata de fazer essa divulgação é através de folhetos, que poderão ser distribuídos pelo bairro, e do boca a boca. Comece a contar a seus vizinhos e amigos sobre seu salão, convide-os para conhecê-lo e, se gostarem, peça que divulguem aos seus amigos e parentes. Desta forma, você vai conquistando novos clientes.

Gestão financeira

Quanto à questão de controle financeiro, isso você terá que elaborar uma forma de fazer o acompanhar rigorosamente as entradas e saídas. Na área financeira, um programa de fluxo de caixa já serve para indicar as entradas e saídas mensais e te dar como resposta seu fluxo diário, um controle de bancos para controlar saldos bancários saídas de cheques, um controle de estoque, caso tenha produtos que sejam comercializados no salão.

Esses controles podem ser feito no Excel ou em algum sistema de Controle Financeiro. Existem alguns gratuitos no mercado e que para um movimento pequeno funcionam muito bem.

Controle de clientes

É preciso criar um cadastro, no qual pedirá as informações que você julgar necessárias. Isso também poderá ser feito no Excel ou no mesmo programa de Finanças, que também controla cadastro de clientes.

Caso não tenha conhecimento para fazer esse controle, aconselho você a se capacitar. Para isso, poderá utilizar os cursos a distância do Sebrae, que são gratuitos e podem ser feitos via internet. Entre no site www.ead.sebrae.com.br e procure o curso Planejamento Financeiro. Caso tenha alguma dificuldade em acompanhá-lo, comece então um curso mais básico, como o Iniciando o Pequeno Grande Negócio – IPGN.